Mensagem do Presidente do OUP - Centenário

Orfeão Universitário do Porto, desde 1912, signo do estudante universitário, de essências idealistas, sinónimo de pertença, simbiose de sons cantados e tocados, devir ao longo dos últimos 100 anos de sentimentos de esperança e união que através da música, das tradições académicas e culturais portuguesas, ecoou dentro e além-fronteiras "Os Amores de um Estudante".

Para celebrar o ano do centenário, foi nossa preocupação procurar os formatos mais profícuos para a concretização dos nossos objetivos para este ano que, com toda a certeza, marcará de forma inequívoca a presença e valor da nossa instituição. Num ano que se avizinha difícil para todos, um ano em que a economia nacional tende para tudo menos para a cultura, o Orfeão Universitário do Porto somará e seguirá - como de resto sempre aconteceu - apesar das adversidades, a comemorar este que é o ano em que um século de História(s), Vida(s) e sonhos tornados realidade se comemoram na Universidade do Porto, na Antiga, Mui Nobre, Sempre Leal e Invicta Cidade do Porto mas acima de tudo, no coração de todos aqueles que um dia por cá passaram e ajudaram a construir este que é, foi e será sempre um porto seguro, onde amizades se perpetuaram, gerações se sucederam e tradições se criaram.

Tendo em vista assegurar a excelência a que todos quanto conhecem o Orfeão Universitário do Porto estão habituados, a responsabilidade das nossas comemorações pretende assentar em realizações que se repercutam no futuro assim como se reverberam as ações comemorativas do passado levadas a cabo pelos nossos egrégios avós.

À semelhança dos últimos anos, a agenda do Orfeão Universitário do Porto contará com os tradicionais espetáculos e apresentações, digressões e festejos anuais como são exemplo: a 69ª edição do Sarau Anual, a Digressão de Páscoa, a IIª Gala de Fado Académico da Universidade do Porto e, o XXVI FITU - Festival Internacional de Tunas "Cidade do Porto"; à parte a agenda habitual o Centenário do Orfeão Universitário do Porto contará ainda com uma série de atividades preparadas especialmente para exaltar a efeméride.

Para terminar esta reflexão, uma especial menção aos Orfeonistas! Aos de Hoje e Sempre, um bem-haja a todos pelo que deram, dão e continuarão a dar ao NOSSO Orfeão Universitário do Porto.

Rui Miguel Araújo

Presidente do Orfeão Universitário do Porto 2011/2012