Bandeira do OUP

A actual Bandeira do Orfeão Universitário do Porto remonta aos anos 40, tendo-lhe sido oferecido um exemplar pela esposa do Magnífico Reitor da Universidade do Porto em 1949. O orfeão adoptou para a sua Bandeira o emblema da Universidade, cuja origem é a seguinte:

"Em 1937, foi celebrado o centenário da criação da Academia Politécnica e da Escola Médico-Cirúrgica.
O escultor João da Silva foi encarregado de preparar a medalha comemorativa que tem a data de MCMXXXVIII. No anverso está a figura de Minerva, sentada com um livro aberto na mão esquerda, e um facho aceso na mão direita, símbolos, respectivamente, da sabedoria e do conhecimento. Tem a seus pés o brasão da cidade (anterior a 1940).

A Minerva, deusa pagã da actividade intelectual, passou a ser o emblema da Universidade, por decisão do Senado.

Na sessão do Senado de 10 de Fevereiro de 1940, "foi comunicado ao Senado que pela Junta Nacional de Educação foi emitido parecer favorável, homologado por despacho de S. Exª. o ministro, ao projecto do novo selo universitário - adaptação do cunho da medalha comemorativa do centenário da Academia Politécnica e Escola Médico-Cirúrgica do Porto, de acordo com a solicitação do Senado, em sua sessão de dezassete de Fevereiro de mil novecentos e trinta e nove" (Actas das Sessões do Senado, II, fol. 82)."

(in site da Universidade do Porto, www.up.pt)